Home Contactos
  • Facebook
Logo MinEconomia
    Logo ASAE
    banner de topo

    Sustentabilidade

    Questionário da CNCDA sobre o impacto da pandemia causada pela Covid-19 ao nível das perdas e desperdício alimentares: até ao próximo dia 4 de setembro

    Trata-se de um questionário anónimo e de livre participação dirigido a todos os elos da cadeia agroalimentar (produção, indústria, distribuição, hotelaria e restauração), incluindo consumidores e ainda municípios/freguesias e a todas as entidades envolvidas no processo de resgate, redistribuição e receção de excedentes alimentares.

    O questionário vai estar aberto à participação de todos/as até ao dia 4 de setembro. Pode aceder diretamente aqui ao questionário ou visualizar o destaque publicado no site da CNCDA: https://www.cncda.gov.pt/index.php/noticias/desperdicio-alimentar-e-efeitos-covid-19-questionario.

    Economia Circular


    Economia Circular

    Na senda do lema traçado em 2016 pela ONU (Organização das Nações Unidas) “Transformar o nosso mundo: Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável”, foram delineados os vários objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), apoiados na premissa de que todos os governos, criando parcerias e solidariedade internacional, têm um papel a desempenhar nas várias dimensões do desenvolvimento sustentável, transformando esta visão numa realidade. Nesta abordagem, Portugal em linha com as ambições da Comissão Europeia adotou a economia circular como conceito estratégico assente na prevenção, redução, reutilização, recuperação, reciclagem de materiais e energia, em que o conceito “fim de vida” da economia linear  seja substituído de forma integrada por novos fluxos circulares de reutilização, restauração e renovação.

    Foi para tal estabelecido um Plano de Ação para a Economia Circular (PAEC) em Portugal através da Resolução do Conselho de Ministros 190-A/2017, de 11 de dezembro, definindo ações de cariz transversal, nacionais das várias áreas governativas (ações Macro), agendas setoriais de setores intensivos do uso de recursos e exportadores(ações Meso) e agendas regionais (ações Micro).

    A ASAE, enquanto serviço da área governativa da economia, detém um papel colaborativo no PAEC com medidas enquadradas específicamente nas ações Macro n.º 3 e n.º 4, a saber:


    Ação n.º3 |  Educar para a educação circular.

    Ação n.º4 | Alimentar sem sobrar: produção sustentável para um consumo sustentável.

    Estas ações do PAEC encontram-se intimamente ligadas às ações enquadradas no Plano de Ação de Combate ao Desperdício Alimentar (PACDA) da Estratégia Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar (ENCDA), tal como à frente se explica.

     

    Saber mais:
    Portal ECO.NOMIA: https://eco.nomia.pt/


    Combate ao Desperdício

    A ASAE tem vindo há já algum tempo a desempenhar um papel de responsabilidade social no âmbito do combate ao desperdício em diversos níveis, tanto na vertente alimentar como na não-alimentar.


    Doações

    A ASAE tem vindo a reforçar a sua atuação em especial junto das entidades judiciárias através da sensibilização e no desenvolvimento de diligências para a doação de material apreendido perdido a favor do Estado, em detrimento da sua destruição, após decisão judicial.

    No âmbito das doações a entidades beneficiárias, maioritariamente IPSS,  esta autoridade tem vindo a consolidar o seu papel social. São disso exemplo, as peças de vestuário e de bens alimentares doados, tal como apresentado na tabela seguinte:

    Economia Circular



    Dados estatísticos anuais

    2020

    2019

    2018

    2017

    2016

    2015



    Material destruído

    Contudo, nos casos em que a destruição desse material é inevitável, é latente a preocupação no sentido de uma gestão e encaminhamento desses resíduos para um fim de vida mais adequado, recorrendo a empresas devidamente certificadas. Neste âmbito, foram encaminhados para destruição, no período 2015 a 2019, um total de  277 405 kg de produtos impróprios para uso e 11 432 L de azeite não apto para consumo.
     

    Âmbito Alimentar

    Economia Circular

    A ASAE é um dos 18 membros da CNCDA segundo o Despacho n.º 14202-B/2016, de 25 de novembro do Conselho de Ministros. Esta Comissão foi criada no sentido de promover iniciativas de combate ao desperdício alimentar, refletindo uma natureza transversal e pluridisciplinar.


    A ASAE na CNCDA participou na elaboração da respetiva Estratégia Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar (ENCDA) e é  promotora e executora do respetivo Plano de Ação (PACDA), em associação com a DGAV, através da implementação de 3 medidas (M), designadamente:



    M1 |  Rever e difundir guidelines de orientação de segurança alimentar com vista ao combate ao desperdício.

    M4 | Desenvolver ações de formação específicas para diferentes segmentos da cadeia.

    M8 |  Facilitar e incentivar o regime de doação de géneros alimentícios.

    Estas medidas apresentam uma linha temporal de execução entre 2018 e 2021, finda a qual haverá uma avaliação e no sentido apurar a continuidade da execução de medidas.

    Saber mais:

     
    Economia Circular
     
    Economia Circular
     


    A ASAE faz parte da Rede Nacional de Responsabilidade Social das Organizações.




    ASAE, agosto 2020

    • COVID-19 ASAE
    • Denúncias COVID-19
    • Denúcias
    • Livro de Reclamações
    • Reg 765 + Medidas Restritivas
    • Asae Topics in Other Languages
    • Não paramos. Estamos ON!
    • BCFT
    • Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA)
    • Simplex
    66