Home Contactos
  • Facebook
Logo ASAE
    Logo MinEconomia
    banner de topo

    BSE na Europa


    Setembro 1985
    - Verifica-se o primeiro caso de BSE no Reino Unido. Os primeiros sintomas tinham surgido em Dezembro de 1984 e a vaca morreu em Fevereiro de 1985.

    Novembro 1986- É identificada e descrita uma nova doença neurológica no gado no Reino Unido- a Encefalopatia Espongiforme Bovina (BSE).

    Junho 1988- O Governo Britânico toma um conjunto de medidas que visam o controlo da BSE: passa a ser uma doença de declaração obrigatória; os animais infectados tem de ser isolados; as carcaças dos animais infectados têm de ser destruídas e é proibida a venda, o fornecimento e a utilização de farinhas de carne e ossos nos alimentos para ruminantes.
    Mas não impede que essas farinhas sejam distribuídas para outros países da Europa ou exportadas para o resto do mundo.

    1989- 50% da farinha de carne e ossos do Reino Unido é exportada para França. Parte dessas farinhas é, eventualmente reexportada.

    Março 1990- A Comunidade Europeia toma a primeira de várias medidas relativas à BSE: proíbe o Reino Unido de exportar gado bovino, à excepção de animais abatidos com menos de seis meses e não descendentes de vacas suspeitas de terem BSE.

    1 Abril 1990- A UE determina a notificação obrigatória da BSE.

    1990- Vários países da Europa iniciam programas de vigilância da BSE.

    1991- Adoptadas as primeiras recomendações da UE relativas à minimização do risco de transmissão do agente causador de BSE por medicamentos.

    1992- Pico da BSE no Reino Unido, com 36680 casos confirmados.

    1993- Começa a ser sentido o efeito da erradicação das farinhas de carne e ossos no Reino Unido.

    1998- A UE impõe medidas restritivas ao consumo de produtos de origem animal provenientes de bovinos e de ovinos. Proíbe, nomeadamente, o consumo pelo homem ou a utilização como subprodutos na alimentação animal, dos órgãos em que a infecciosidade é mais evidente, os chamados Materiais de Risco Especificado (MRE): cérebro, espinal-medula, timo, baço, amígdalas e intestino.

    Setembro 2005- Reino Unido anuncia que animais com mais de 30 meses vão poder passar a ser consumidos desde que nascidos após 31 de Julho de1996.


    Medidas adoptadas para evitar a propagação da BSE
    Fonte: Organização Mundial de Saúde

    Em Julho de 1988 o Reino Unido proíbe a utilização de proteína de ruminantes na preparação de alimentos para animais. Por se considerar que também representava um risco potencial para os humanos, a utilização de resíduos de bovinos na cadeia alimentar foi interditada em1989. A lista de resíduos proibidos foi revista e aumentada diversas vezes à medida que nova informação era disponibilizada. Em 1994, a UE interdita a inclusão de farinhas animais na alimentação dos ruminantes, embora as medidas tomadas e a data da sua aplicação varie de Estado-Membro para Estado-Membro. Em 2001, devido ao risco contínuo de contaminação cruzada, a UE introduz uma interdição total da inclusão de farinhas de origem animal em alimentos para animais.

    Em 1996 foi interditada a venda de géneros alimentícios que contenham carne de vaca do Reino Unido a outros países. A venda, pelo Reino Unido, de outros produtos derivados de tecidos de bovinos (por exemplo sebo ou gelatina) também foi proibida. Contudo, em 1999 a UE levantou o embargo à carne desde que fossem preenchidos determinados requisitos específicos; por exemplo a desossagem completa da carne de bovinos pertencentes a explorações em que não se tenham registado quaisquer casos de BSE e em que os animais sejam abatidos com menos de 30 meses, uma vez que se considera que os animais mais velhos têm maior probabilidade de ter desenvolvido uma quantidade significativa do agente da BSE.

    A monitorização do gado relativamente à BSE é permanente e a BSE está a decrescer no Reino Unido. O número de casos declarados de BSE começou a diminuir em 1992 e esta tendência tem-se mantido ano após ano. Novos programas de monitorização utilizando novos testes entretanto desenvolvidos para o diagnóstico da BSE em bovinos mortos naturalmente ou sujeitos a abate foram introduzidos na UE. A utilização destes testes conduziu à detecção dos primeiros casos de BSE em 12 países.

     

    • Reg 765 + Medidas Restritivas
    • Denúcias
    • Livro de Reclamações
    • Asae Topics in Other Languages
    • BCFT
    • FISAAE
    • Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA)
    • Simplex
    • EEPLIANT 2
    66