Home Contactos
  • Facebook
Logo ASAE
    Logo MinEconomia
    banner de topo

    Gorduras Alimentares


    Apesar das pessoas fazerem um consumo superior ao que está recomendado, com todas as consequências que daí possam advir, a ingestão adequada de gordura alimentar é essencial para a saúde.

    As gorduras são um nutriente importante na nossa alimentação diária porque:

    1. São detentoras de alguns tipos de ácidos gordos essenciais a vários processos hormonais e metabólicos, que não conseguimos produzir e cuja única fonte reside na alimentação.

    2. São o veículo transportador das chamadas vitaminas liposolúveis, que apenas se dissolvem nas gorduras (as vitaminas A, D, E e K).

    3. São um nutriente calórico.

    4. São o substrato energético para a manutenção da temperatura corporal (daí que seja mas fácil emagrecer no Inverno que no Verão).

    Cerca de 25% a 30% do aporte calórico diário deverá ser proveniente deste nutriente pelo que há que fazer opções saudáveis com base no actual conhecimento da ciência.

    O que são?

    Quimicamente as gorduras são como um rosário de moléculas de carbono às quais estão ligadas moléculas de hidrogénio. Serão designadas de gorduras saturadas se todas as moléculas de carbono que compõem o rosário, estiverem preenchidas com hidrogénio (daí a designação de saturadas). Serão insaturadas se não estiverem completamente preenchidas de hidrogénio.

    As insaturadas poderão ser mono insaturadas se apenas houver um sítio liberto de hidrogénio ou poli insaturadas se existirem vários sítios destes.

    Se, nas poli insaturadas, um dos carbonos liberto de hidrogénio for o 3º ou o 6º então são designadas de ómega-3 ou ómega-6.

    Os ácidos gordos trans são ácidos gordos polinsaturados iguais aos ácidos gordos originais mas que ficaram deformados por efeito do calor. Comportam-se como ácidos gordos saturados mas mais prejudiciais, mais aterogénicos (geradores de aterosclerose).

    Como influenciam a nossa saúde?

    A investigação clínica tem mostrado a existência de uma associação muito forte entre a ingestão diária exagerada de gordura do tipo saturado e o colesterol sanguíneo.

    Consumos elevados daquela gordura estão relacionados com níveis elevados do mau colesterol (colesterol LDL) e consequentemente com a obstrução das artérias.

    Por outro lado, as pessoas que façam uma ingestão mais acentuada de gordura do tipo polinsaturado apresentam valores mais favoráveis do colesterol LDL (valores mais baixos).

    Tem-se verificado que as pessoas que dão preferência ao azeite na sua alimentação (gordura do tipo mono insaturado) têm valores do colesterol HDL mais elevados, o que de alguma forma os protege da deposição de gordura no interior das artérias.

    Quais as fontes destes tipos de gordura?

    As gorduras saturadas são as que encontramos em maior abundância nos produtos de origem animal, como são as carnes, o queijo, os lacticínios, a manteiga, alguns cremes para barrar sólidos à temperatura ambiente, os óleos de coco e os de palma.

    As gorduras monoinsaturadas já são abundantes nos produtos de origem vegetal como são por exemplo alguns os frutos secos (o amendoim) e a azeitona. Daí que o o azeite e os óleos de amendoim sejam também ricos em ácidos gordos monoinsaturados.

    A gordura polinsaturada é também uma gordura existente nos produtos de origem vegetal. Existe com abundância nas sementes de girassol, no trigo, no milho, na soja e nalguns frutos secos. Encontram-se facilmente no peixe, sendo em maior quantidade nos chamados peixes gordos como são a sardinha, o salmão, a truta, o arenque.

    Texto da responsabilidade do Médico de Saúde Pública - Dr. Luís Negrão e da Nutricionista - Drª Elsa Feliciano

    • Reg 765 + Medidas Restritivas
    • Denúcias
    • Livro de Reclamações
    • Asae Topics in Other Languages
    • BCFT
    • FISAAE
    • Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA)
    • Simplex
    • EEPLIANT 2
    66