Home
  • Facebook
  • Instagram
Logo ASAE
Logo MinEconomia
banner de topo

EFSA avalia possível risco de saúde para as crianças dos nitratos em vegetais de folha

O Painel dos Contaminantes da EFSA (CONTAM) (1)  publicou uma declaração sobre os possíveis efeitos agudos do nitrato em bebés ou jovens crianças que consomem espinafres e alface. O Painel concluiu que os níveis de nitratos nestes vegetais não são preocupantes para a maioria das crianças. No entanto, chama a atenção para que os bebés e jovens crianças, de um aos três anos, que consomem grandes quantidades de espinafres com elevados níveis de nitrato, podem, por vezes, ter um nível de ingestão que leve ao risco de metahemoglobinémia (2)  (uma condição que reduz o fornecimento de oxigénio ao corpo) que não pode ser excluído. O Painel também deu parecer à Comissão Europeia sobre os níveis máximos de nitrato em vegetais de folha.

Esta declaração complementa o parecer científico da EFSA emitido em 2008 no qual o Painel CONTAM comparou riscos e benefícios da exposição aos nitratos em vegetais. No seguimento deste parecer, a Comissão Europeia solicitou à EFSA que recolhesse mais informação sobre o risco potencial de efeito agudo sobre a saúde da exposição aos nitratos em bebés e crianças.

O nitrato ocorre naturalmente nos vegetais e são encontrados níveis particularmente elevados em vegetais de folha como a alface e o espinafre.
No corpo humano o nitrato é convertido em nitrito que, em níveis elevados, pode levar à metahemoglobinémia.

Baseado na análise de novos dados mais detalhados sobre o consumo de alimentos em crianças (3) , o Painel concluiu que os níveis de nitrato em alface não são preocupantes para as crianças; contudo os bebés e as jovens crianças entre um ano e três anos que consomem grandes quantidades de espinafres (mais de 200 g) num determinado dia, podem estar expostos a elevados níveis de nitratos. Nestes casos, o Painel considera que, para algumas jovens crianças, a possibilidade de risco de metahemoglobinémia não pode ser excluída. Além disso, recomenda que às crianças que sofrem de infecções gastro-intestinais de origem bacteriana, não devem ser dados espinafres, porque estas infecções resultam numa elevada conversão de nitrato em nitrito, o que aumenta o risco de metahemoglobinémia.

O Painel refere que o armazenamento inapropriado de vegetais de folha cozinhados (por exemplo, vegetais armazenados à temperatura ambiente durante longos períodos) pode também resultar na conversão de nitrato em nitrito. Além disso, a conversão de nitrato em nitrito é acelerada quando os vegetais são transformados em puré.

O espinafre e a alface são objecto de regulamentação por parte da legislação europeia, que estabelece níveis máximos de nitratos em alimentos. O Painel concluiu que apenas 1% das amostras de alface e 5% das amostras de espinafres testadas excederam o nível máximo previsto. Em resposta à solicitação da Comissão, o Painel chama a atenção para o facto de as derrogações em certos Estados-membros com o valor corrente ou com um valor ligeiramente superior ao nível máximo previsto para os nitratos em vegetais de folha terem um impacto baixo na exposição de jovens crianças (4).

O texto completo está disponível no website da EFSA:

http://www.efsa.europa.eu/en/scdocs/scdoc/1935.htm


Informações para a Imprensa é favor contactar:

Ewa Moncure
E-mail: Ewa.Moncure@efsa.europa.eu


Informações para os aspectos científicos é favor contactar:

Claudia Heppner
E-mail: Claudia.Heppner@efsa.europa.eu

___________________________________________________

(1)  Painel dos Contaminantes na cadeia alimentar (Painel CONTAM)
(2)   Metahemoglobinémia é também chamada “ Síndrome do bébé azul”.
(3)  O Painel CONTAM considerou 45 000 resultados analíticos para o nitrato em vegetais, incluindo 3733 resultados submetidos à EFSA desde o parecer de 2008. Os dados de consumo alimentar usados na declaração foram fornecidos pela Unidade DATEX da EFSA, que em cooperação com os Estados membros recentemente desenvolveu uma base de dados de consumo alimentar para crianças na União Europeia.
(4)  O Regulamento da Comissão (CE) nº 1881/2006 fixa níveis máximos de nitratos em espinafre e alface. Os vegetais que crescem nos países do Norte da Europa tendem a ter níveis mais elevados de nitrato devido à reduzida exposição ao sol. Para ter em conta as condições desfavoráveis de luz, durante certas alturas do ano em certos países (Bélgica, França, Irlanda, Holanda e Reino Unido), foram dadas derrogações temporárias destes níveis para o espinafre e alface.O Painel achou que as derrogações nacionais com os valores máximos correntes de 3000mg/kg ou os valores máximos propostos de 3500 mg/kg em espinafres, teriam um menor impacto na exposição das crianças ao nitrato.

  • COVID-19 ASAE
  • Denúncias  / Denúncias COVID-19
  • Processos de Contraordenação
  • Livro de Reclamações
  • Reg 765 + Medidas Restritivas
  • Asae Topics in Other Languages
  • Não paramos. Estamos ON!
  • PROJETOS COMPETE 2020
  • BCFT
  • Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA)
  • EEPLIANT 2
66