Home
  • Facebook
  • Instagram
Logo ASAE
Logo MinEconomia
banner de topo

Pós-Graduação em Comunicação em Saúde Pública – 3ª Edição

Pós-Graduação em Comunicação em Saúde Pública – 3ª Edição

Início a 28 de outubro de 2021. 

Para incrementar literacia e numeracia em saúde, promover o bem estar e prevenir riscos, uma comunicação eficaz deve basear-se na evidência.

Desenvolva competências para aplicar técnicas, instrumentos e estratégias de comunicação em contexto profissional.


- Inscrições abertas!

Escola de Pós-graduação e Formação Avançada, Faculdade de Ciências Humanas, Universidade Católica Portuguesa.

https://fch.lisboa.ucp.pt/pt-pt/epgfa/pg-comunicacao-em-saude


Descrição do Programa

A Pós-Graduação em Comunicação em Saúde Pública pretende dar resposta às necessidades acrescidas em situação de crise na saúde, mas também às necessidades habituais do dia a dia de profissionais que trabalhem na área. Tem como metas a prevenção de riscos, a promoção da saúde e bem-estar dos cidadãos e o incremento da literacia e numeracia em saúde, fundamentada numa comunicação eficaz para e com os cidadãos, baseada na evidência.

Sendo a saúde uma área multi e interdisciplinar, o programa reflete essa diversidade, agregando profissionais das Ciências da Comunicação, das Ciências Psicológicas e do Comportamento e das Ciências da Saúde.


Porquê?

Os eventos associados à pandemia por COVID-19, mostraram que, por um lado, o papel de comunicar não deve estar apenas nas mãos das instituições e autoridades de saúde, mas também nas dos profissionais que estão na “linha da frente” e nos cidadãos. Cada um de nós deve ser um “agente de comunicação” em saúde pública.

Por outro, as instituições têm atualmente responsabilidades acrescidas, como a de partilharem informações simples, compreensíveis e credíveis, com origem em fontes de confiança, que combatam a infodemia de notícias falsas ou incorretas. Para além disto, estas ajudam na promoção do papel do cidadão enquanto “agente de comunicação”, influenciando a adoção de comportamentos seguros e assim prevenindo riscos.


Para quê?

A comunicação em saúde pública deverá permitir alterar conhecimentos, cognições, emoções e capacitar os cidadãos, proporcionando recursos (e.g. informação sobre riscos e recomendações de saúde), com o objetivo de facilitar decisões informadas com impacto positivo na sua saúde e bem-estar.

Para isso, devem ser ultrapassadas barreiras à eficácia da comunicação, tais como:

1. Uso de conteúdos, formatos e canais de comunicação ineficazes;

2. Não adaptação da comunicação às caraterísticas e motivações da audiência a que se destina.


Para quem?

Todos aqueles que estejam ou pretendam estar na primeira linha de contacto com os cidadãos em contextos de saúde e que procurem uma formação científica e metodológica multi e inter-disciplinar, que sustente a sua interação e comunicação com os cidadãos. Neste âmbito, enquadram-se: 

Profissionais que tenham ou pretendam ter uma relação de proximidade com os cidadãos, no âmbito de prestação de cuidados de saúde e outras atividades no domínio da saúde pública (e.g. médicos; enfermeiros; assistentes sociais; psicólogos; nutricionistas; farmacêuticos) ou de outras funções que lhes possibilitem a promoção de ações de saúde pública (e.g. INEM, polícia, bombeiros, proteção civil, profissionais de seguros de saúde, jornalistas, comunicadores de ciência em saúde);

 

Profissionais que promovam ou pretendam promover atividades de sensibilização e educação para a saúde, de prevenção de riscos e promoção da saúde pública, avaliação, gestão e comunicação de riscos para os cidadãos e/ou comunicação de ciência em saúde.


Serão consideradas candidaturas de licenciados de áreas profissionais no âmbito referido acima, e também de não licenciados que apresentem currículo que justifique a sua aceitação.


*Será atribuído um desconto (10% face ao valor das propinas) na inscrição de quadros das seguintes entidades:

Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE)

Direção Geral de Saúde (DGS)

Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA)

Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV)

Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA)

Autoridade Nacional de Proteção Civil

Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública (ANMSP) – Nota: Existem descontos adicionais aplicáveis para grupos +6 membros e +10 membros da ANMSP. Informe-se por favor junto do secretariado do curso.

Corporações de Bombeiros e Autoridades Policiais

Departamentos de saúde pública e unidades de saúde pública

Outras entidades com as quais a FCH-UCP tenha parcerias/protocolos estabelecidos


Mais Informações

3.ª EDIÇÃO

Início: 28 de outubro de 2021

________________________________________

Candidaturas:

1.ª fase: até 6 de agosto de 2021

2.ª fase: 7 de agosto a 25 de outubro de 2021

________________________________________

Horário:

5.ªs feiras - 18h00 às 21h00 (online)

Sábados - 10h00 às 13h00 (presencial)

* Algumas sessões presenciais poderão ser substituídas por formato e-learning, mediante acordo entre docentes e alunos.


________________________________________

Coordenação Executiva: Prof. Doutor Rui Gaspar

Coordenação Científica: Prof. Doutor Nelson Costa Ribeiro

 

Objetivos, plano de estudos, admissões – Mais informação: https://fch.lisboa.ucp.pt/pt-pt/epgfa/pg-comunicacao-em-saude

 

Contactos

ESCOLA DE PÓS-GRADUAÇÃO E FORMAÇÃO AVANÇADA - INFO

E-mail: epgfa@ucp.pt

Telefone: (+351) 217 214 060



  • COVID-19 ASAE
  • Denúncias  / Denúncias COVID-19
  • Processos de Contraordenação
  • Livro de Reclamações
  • Reg 765 + Medidas Restritivas
  • Asae Topics in Other Languages
  • Não paramos. Estamos ON!
  • PROJETOS COMPETE 2020
  • BCFT
  • Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA)
  • EEPLIANT 2
66