Home Contactos
  • Facebook
Logo ASAE
    Logo MinEconomia
    banner de topo

    Seminário ASAE - 14 outubro

    Seminário ASAE - 14 outubro

     

    Seminário ASAE - 14 outubro


    No passado dia 14 de outubro, realizou-se no auditório IAPMEI, no Campus do Lumiar, Lisboa, o Seminário intitulado “ASAE e a Comunidade Científica na Avaliação dos Riscos e na Comunicação dos Riscos na Cadeia Alimentar ”.


    Este evento, organizado pela ASAE, contou com mais de 200 participantes e com a presença de diversas entidades com papel na Avaliação e Comunicação dos Riscos, tanto a nível nacional, como internacional.


    O seminário iniciou-se por volta das 9h com a alocução de boas vindas do Inspetor-Geral da ASAE. Durante a manhã decorreu a Sessão plenária de Avaliação dos Riscos, na qual se debateu o papel da ASAE enquanto ponto focal nacional junto da EFSA, a Avaliação dos Riscos na ASAE, o Plano Nacional de Colheita de Amostras, a apresentação da EFSA sobre a Agenda Europeia de Avaliação de Risco e por fim o anúncio oficial da Agenda Nacional de Avaliação dos Riscos até ao ano de 2020, além do papel desempenhado pelo Conselho Científico da ASAE e a importância do LSA - Laboratório de Segurança Alimentar.


    O Inspetor-Geral deu nota da importância da realização deste seminário, de algum modo uma prática anual, integrado e alinhado no Plano Estratégico da ASAE (2013-2018). Agradeceu a presença, consigo, na sessão de abertura, da Srª Presidente do Conselho Científico, realçando a importância deste órgão consultivo da ASAE e aproveitou para lançar a ideia de que seria importante que em 2017 este órgão (Conselho Científico) pudesse rever a sua definição temática, no sentido de passar a incluir as realidades económicas e jurídicas associadas à segurança alimentar. Aproveitando também a presença do representante da EFSA, bem como da apresentação da Agenda Europeia da Avaliação de Risco, lembrou o papel da ASAE como ponto focal desta Agência e recordou que importa refletir, em termos nacionais, a dinâmica associada às entidades do artº 36º, cabendo à ASAE em 2017 o desafio de promover essa mesma reflexão e enquadramento comparado com os demais Estados-membros, pois assiste-se a um significativo desequilíbrio quantitativo nesta área. Terminou desejando os votos de um bom seminário.

     

     
    Seminário ASAE - 14 outubro

    Na parte da tarde a sessão plenária sobre Comunicação dos Riscos abordou a apresentação de quatro projetos educativos, que visavam o objetivo da sensibilização de crianças e adolescentes nas várias questões relacionadas com a alimentação saudável, a prática de exercício físico regular e a importância da higiene das mãos e dos produtos alimentares, tendo o seu início ocorrido com um realizador de TV e cinema que tem vários trabalhos com crianças.


    Seguidamente foi dado a conhecer a cooperação técnico-científica nacional e internacional. A nível nacional a ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos) apresentou as perspetivas futuras da sua cooperação com a ASAE. Ao nível internacional a ARFA (Agência de Regulação e Supervisão dos Produtos Farmacêuticos) apresentou uma diferente perspetiva de como atua esta agência na Avaliação dos Riscos em Cabo Verde.


    A ASAE no contexto dos projetos internacionais apresentou dois eixos de cooperação. O JIFEE-Joint Iniciative of Food Emergency Exercise no quadro de um exercício de simulação de Gestão de Crises com forte impacto na segurança alimentar e o EP-CTX/ Eurocigua (European Ciguatera Project).


    Como conclusão deste seminário foram apresentados alguns estudos de Avaliação de Risco no âmbito de Estágios Académicos. Os temas apresentados foram a “Avaliação da potencial exposição a contaminantes em grávidas”- Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e “Avaliação do risco da exposição a substâncias estimulantes (cafeína, taurina e glucoronolactona) em adolescentes do distrito de Lisboa”- Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra.


    Particular destaque ao “Inquérito Alimentar Nacional e de Atividade Física – IAN-AF” com a missão de recolha de dados atualizados e harmonizados com as recomendações da EFSA sobre o consumo alimentar e atividade física, que tendo em conta hábitos de consumo e comportamentos alimentares de risco, entre outros, caracterizará as várias dimensões alimentares. Com apresentação de dados prevista em Abril 2017, este inquérito, além de favorecer melhores políticas para a saúde e nutrição da população, permitirá colmatar a lacuna de quase 30 anos, possibilitando a elaboração de estudos de avaliação de risco na cadeia alimentar e uma consequente melhor comunicação de risco, uma vez que terá por base uma amostra aleatória populacional, de cerca de 5000 indivíduos, com base em dados concretos sobre os hábitos de consumo dos portugueses.

     

     
    Seminário ASAE - 14 outubro

    O Seminário teve o seu término por volta das 18.15h, com a intervenção final da Subinspetora-Geral da ASAE que deu nota dos principais objetivos alcançados, nomeadamente dando a conhecer todo o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nas áreas de avaliação e comunicação de riscos pelos vários oradores convidados, como também promover a reflexão sobre várias questões relacionadas com os riscos alimentares.


    Deu ainda enfoque à importância da Agenda Nacional de Avaliação de Riscos que, embora inorgânica e não vinculativa de nenhuma organização, revela-se como instrumento de gestão crucial para edificar uma verdadeira comunidade de conhecimento e capacidade de avaliação científica nacional alinhada com a Europa, tendo presente as nossas especificidades próprias lusitanas.


    Foi ainda salientado que este instrumento focalizará atuações e potenciará parcerias sinergéticas entre várias Entidades permitindo alinhar a orientação de fundos para projetos europeus no âmbito da Avaliação de Risco alavancados em eixos de prioridades concretamente definidos.


    Em síntese este Seminário diverso e dinâmico nas temáticas abordadas visou aumentar a consciência da importância da Avaliação e Comunicação dos Riscos e teve as seguintes chaves de ação: Desenvolvimento de capacidades, Reforçar a Cooperação, Colaboração e Confiança Científica.


    Fig. 1 - Panorama das Prioridades Nacionais Versus Prioridades da ASAE na Avaliação de Risco

     

     

     

    ASAEnews nº 103 - novembro 2016

    Seminário ASAE - 14 outubro
    • Reg 765 + Medidas Restritivas
    • Denúcias
    • Livro de Reclamações
    • Asae Topics in Other Languages
    • BCFT
    • COMPETE 2020
    • FISAAE
    • Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA)
    • Simplex
    • EEPLIANT 2
    66