Home
  • Facebook
  • Instagram
Logo ASAE
Logo MinEconomia
banner de topo

Venda de automóveis ligeiros de passageiros, motociclos e ciclomotores usados

 

Venda de automóveis ligeiros de passageiros, motociclos e ciclomotores usados


Decreto-Lei n.º 74/93, de 10 de março


Relativamente à venda de automóveis ligeiros de passageiros, motociclos e ciclomotores em estado de usados, e quando se atue no exercício do comércio, mostra-se necessário assegurar aos potenciais interessados o conhecimento prévio de informações que possam influenciar a sua decisão de aquisição, as quais devem ser prestadas nos locais de exposição para venda dos mesmos.




Informações obrigatórias

Na venda de automóveis ligeiros de passageiros e motociclos usados é obrigatória a prestação das seguintes informações:

a) Matrícula;
b) Preço;
c) Ano de construção, conforme o respetivo livrete;
d) Data de matrícula, conforme o respetivo livrete;
e) Registos anteriores de propriedade e seu número, conforme o respetivo título;
f) Garantia de fábrica:

  • prazo de garantia e quilómetros, ou qualquer outra garantia dada pelo fabricante, cuja validade ainda não tenha expirado;

g)  Garantia de usado:

  • prazo ou quilómetros, ou outra garantia que o vendedor conceda1.


Na venda de ciclomotores usados é obrigatória a prestação das seguintes informações:

a) Matrícula;
b) Preço;
c) Ano de construção, conforme o respetivo livrete;
d) Data de matrícula, conforme o respetivo livrete;
e) Garantia de fábrica:

  • prazo de garantia e quilómetros, ou qualquer outra garantia dada pelo fabricante, cuja validade ainda não tenha expirado;

f) Garantia de usado:

  • prazo ou quilómetros, ou outra garantia que o vendedor conceda.


Afixação da informação

Estas informações devem constar obrigatoriamente de documento escrito, assinado pelo vendedor ou intermediário, que será afixado no veículo, de modo visível, de forma a permitir uma fácil leitura pelo interessado, sendo o respetivo duplicado entregue ao comprador no momento da compra e venda.


Sanções acessórias


Podem ser aplicadas as seguintes sanções acessórias:

a) Apreensão do veículo;
b) Interdição de exercer uma profissão ou uma atividade;
c) Privação do direito de participar em feiras, mercados ou competições desportivas ou de entrada em recintos ou áreas de acesso reservado;
d) Privação do direito de participação em arrematações e concursos promovidos por entidades ou serviços públicos, de obras públicas e de fornecimento de bens e serviços ou concessão de serviços, licenças ou alvarás;
e) Encerramento do estabelecimento ou cancelamento de serviços, licenças e alvarás.


Instrução de processos de contraordenação


No que concerne à instrução de processos de contraordenação, a mesma é da competência da ASAE.

É competente para a decisão de aplicação de coimas e sanções acessórias o Inspetor-Geral da ASAE.


No que respeita ao montante da coima


A coima pode variar entre €24,94 e € 2.493,99.

 

_______________________________________

Ver o Regime Jurídico da Venda e Garantia de Bens de Consumo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 67/2003, de 8 de abril, na redação dada pelo Decreto-Lei n.º 84/2008, de 21 de maio

 

ASAEnews nº 101 - setembro 2016

 
  • COVID-19 ASAE
  • Denúncias  / Denúncias COVID-19
  • Processos de Contraordenação
  • Livro de Reclamações
  • Reg 765 + Medidas Restritivas
  • Asae Topics in Other Languages
  • Não paramos. Estamos ON!
  • PROJETOS COMPETE 2020
  • BCFT
  • Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA)
  • EEPLIANT 2
66