Home Contactos
  • Facebook
Logo ASAE
    Logo MinEconomia
    banner de topo

    Frutos Secos e Frutos Secados


    Frutos Secos e Frutos Secados


    Frutos Secos e Frutos Secados


    A ASAE, de acordo com a sua visão de se manter como entidade de referência, na defesa dos consumidores e da saúde pública intensifica nesta altura do ano as ações de controlo sobre frutos secos e frutos secados, nomeadamente quanto à análise de micotoxinas, tal como previsto no Regulamento (CE) 1881/2006 e suas alterações, (controlo de contaminantes).

    Os frutos secos são aqueles que naturalmente se apresentam com um baixo teor de água na sua composição; é o caso da noz, do pinhão, do pistacho, do amendoim, da castanha do brasil entre outros.
     

     
    Frutos Secos e Frutos Secados
    Já os frutos secados, como o nome indica, resultam de um processo de secagem do fruto que originalmente é rico em teor de água. Como exemplo de frutos secados temos o caso do figo seco, das sultanas e
     
    Frutos Secos e Frutos Secados
    passas  e dos alperces secos que originalmente têm um elevado teor de água, mas que, por processos artesanais e/ou indústrias sofrem uma secagem, perdendo água e aumentando o teor de resíduo seco.
     
    Frutos Secos e Frutos Secados



    Naturalmente ricos em fibra, gordura e/ou em açúcares, estes frutos são amplamente consumidos na época fria do ano e fazem parte da tradição das festas de Natal e Ano Novo.

    Contudo estes produtos, se não forem tratados de forma cuidada ao longo de toda a cadeia de produção/comercialização (secagem, armazenamento e transporte) podem apresentar risco para a saúde de quem os consome pela presença de micotoxinas resultantes do crescimento de determinados fungos. As micotoxinas são substâncias extremamente nocivas e as suas ações tóxicas vão desde mau estar geral a efeitos cancerígenos, sendo que os órgãos mais afetados são o fígado e os rins, onde se observa uma acumulação destas toxinas.

     


    Armazenamento e transporte de longa duração, exposição à humidade e altas temperaturas são fatores críticos, que favorecem a contaminação destes produtos com micotoxinas.

    O reforço do controlo de micotoxinas em frutos secos e frutos secados, nesta altura do ano, está prevista no Plano Nacional de Colheira de Amostras é concretizada nas análises realizadas no Laboratório de Físico Química, que detém o estatuto de Laboratório Nacional de Referência (LNR) para análise de Micotoxinas em géneros alimentícios.

    Frutos Secos e Frutos Secados

     

     

     

    ASAEnews nº 92 - dezembro 2015

    • Reg 765 + Medidas Restritivas
    • Denúcias
    • Livro de Reclamações
    • Asae Topics in Other Languages
    • BCFT
    • COMPETE 2020
    • FISAAE
    • Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA)
    • Simplex
    • EEPLIANT 2
    66